• Casa Venezuela

Casa Venezuela com apoio da OIM impulsiona a integração econômica de migrantes e refugiados

LANÇAMENTO DO PROJETO “OPORTUNIDADES PARA COMEÇAR”


São Paulo - A OIM, Agência da ONU para as Migrações, e a ONG Casa Venezuela oficializaram este mês uma parceria para implementar o projeto “Oportunidades para Recomeçar”, uma iniciativa social inovadora com o objetivo de eliminar barreiras entre venezuelanos em situação de vulnerabilidade e o mercado de trabalho brasileiro.

Fundada no começo de 2020 por líderes da sociedade civil venezuelana no Brasil, a Casa Venezuela tem desenvolvido uma infraestrutura digital e rede de parceiros estratégicos para conectar dezenas de venezuelanos com oportunidades de trabalho e cursos de capacitação em diferentes regiões do país. Agora, com o apoio financeiro e institucional da OIM, a Casa Venezuela inaugura sua nova operação de recrutamento e seleção, com uma equipe especializada de recursos humanos, a fim de poder, ainda mais, promover a inserção laboral dos venezuelanos. Ambas as organizações acreditam que a empregabilidade é a solução mais eficiente e sustentável para dar uma resposta à crise migratória dos venezuelanos que chegam ao Brasil a procura de uma vida digna.


O projeto, que será implementado inicialmente no Estado de São Paulo, contempla a análise de currículos de candidatos venezuelanos, eventos presenciais com executivos e profissionais de diferentes setores, feiras de emprego e workshops para orientar os candidatos em relação à apresentação e elaboração de currículos e dinâmicas de entrevista de emprego. “Nossa rede é composta por profissionais venezuelanos muito talentosos. Pessoas com garra e espírito de superação que deixaram tudo para trás apostando num futuro melhor. Sabemos que o mercado e a sociedade brasileira podem se beneficiar enormemente deste fluxo migratório” - afirmam os fundadores da Casa Venezuela (Blanca Montilla, Yasmin Monsalve e Fernando Morey).


Esta iniciativa faz parte do Projeto Oportunidades, que visa apoiar o processo de integração econômica de venezuelanos e migrantes de países vizinhos em situação de vulnerabilidade no Brasil, realizado pela OIM com o apoio financeiro da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID).